domingo, 15 de julho de 2012

1ª Feira de Ciência e Mostra Científica Estadual em Geodiversidade (FeMCE-GEO)

"A 1ª Feira de Ciência e Mostra Científica Estadual em Geodiversidade (FeMCE-GEO) será realizada na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – Campus Fundão, através do Instituto de Geociências (IGEO), com a participação de alunos das redes pública e privada do Ensino Fundamental e Médio/Técnico de todo o Estado do Rio de Janeiro. O conceito de geodiversidade envolve as variedades de ambientes, fenômenos e processos que produzem as paisagens, rochas, minerais, fósseis e solos que são o substrato para a vida na Terra. Assim a geodiversidade envolve diferentes assuntos nas áreas das Ciências Matemáticas da Natureza e da Terra, Ciências da Saúde e Ciências Humanas, porque envolve a relação entre as pessoas, a paisagem e a cultura."
 
Para maiores informações acesse: www.igeo.ufrj.br/femcegeo



__._,_.___

domingo, 27 de maio de 2012

PORTAL - TESES USP - RIO+20


Universidade de São Paulo (USP) está lançando um portal com cerca de 1.300 teses e dissertações de doutorado e mestrado sobre temas que serão tratados durante a Conferência das Nações Unidas (ONU) sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio + 20.


O material, produzido entre junho de 1992 e setembro de 2011, pode ser consultado no site:
citrus.uspnet.usp.br/usprio+20, que permite realizar buscas por autor, resumo e palavras-chave, além do download das pesquisas completas. O portal está disponível também em inglês.



"É a primeira experiência [da USP] nesse sentido. Uma forma de fazer a USP estar presente no debate da Rio + 20. São trabalhos científicos de várias ordens que foram articulados, reunidos e disponibilizados para a sociedade e para os tomadores de opinião. Vai auxiliar organizações não governamentais [ONGs], políticos e a sociedade civil. Essa foi a nossa intenção principal", destacou um dos coordenadores do projeto, o professor titular de geografia da USP, Wagner Costa Ribeiro.



Segundo dados do novo portal, a temática mudanças climáticas só foi percebida pelos programas de pós-graduação da universidade a partir de 1996, como um possível reflexo das discussões realizadas na Rio-92 (a Conferência da ONU para o Meio Ambiente e o Desenvolvimento, realizada no Rio em 1992).



"Nós identificamos alguns momentos de pico na produção científica. A gente acredita que há relação direta com as discussões que estavam ocorrendo na época. Dá para associar claramente a discussão dos temas das grandes conferências com a produção nossa aqui", acrescentou o professor.



De acordo com informações do portal, o primeiro pico de produção de teses e dissertações sobre mudanças climáticas ocorreu em 1998, seis anos após a Rio 92. Depois, houve um ligeiro declínio até 2001. Em 2002 ocorreu o segundo pico de produção. Depois desse ano, houve uma redução até 2006, quando um novo ciclo de crescimento foi observado, até o terceiro pico, alcançado em 2009.



"Interessante apontar que 2002 foi o ano da Conferência Mundial para o Desenvolvimento Sustentável, reunião realizada em Johannesburgo, que teve como meta avaliar os avanços da Rio-92. Em 2009 ocorreu a reunião de Copenhague sobre mudança climática, que teve ampla repercussão na época, o que pode ter influenciado os trabalhos dos anos seguintes", analisou Ribeiro.

LABIRINTO intervenção urbana no Ibirapuera


domingo, 13 de maio de 2012

terça-feira, 1 de maio de 2012

Cursos USP - Sistema Terra

Acesse o link com todas as aulas da disciplina SISTEMA TERRA, ministrada no curso de Licenciatura em Geociências e Educação Ambiental do Instituto de Geociências da USP.


http://univesptv.cmais.com.br/sistema-terra







domingo, 4 de março de 2012

CURSO DE APERFEIÇOAMENTO TÉCNICO E PROFISSIONAL – 2012

encaminhando...

O Sindicato dos Geólogos no Estado de São Paulo – SIGESP, com apoio e participação da Associação Brasileira de Geologia de Engenharia e Ambiental – ABGE, inicia mais uma jornada de cursos de aperfeiçoamento em 2012, dirigidos aos profissionais da geologia e geologia de engenharia, promovida com recursos financeiros oriundos do convênio SIGESP/CREA a partir da arrecadação creditada no Código 069 (SIGESP) dos processos de Anotação de Responsabilidade Técnica (ART).O curso “riscos geológicos associados a áreas urbanas” será ministrado por profissionais experientes no tema, com atuação em inúmeras regiões do Estado de São Paulo e do Brasil.O curso é destinado prioritariamente a geólogos. Demais profissionais integrantes do sistema CREA/CONFEA e estudantes do último ano de curso poderão, também, participar, se houver vaga. As inscrições são gratuitas para sócios do SIGESP. Para os associados da ABGE a taxa de inscrição é de R$ 75, 00 e para os não associados a taxa é de R$ 150,00.Para informações detalhadas e manifestação de interesse, manter contato com secretaria do SIGESP: (11) 3031-4231 ou sigesp@sigesp.org.br e/ou secretaria da ABGE: (11) 3767-4361 ou abge@ipt.br.
Período de inscrição: 01/03/2012 até as 12:00h do dia 20/03/2012. Visite nossos sites: www.sigesp.org.br e www.abge.com.br VAGAS LIMITADAS!OBJETIVOS
• Apresentar os conceitos fundamentais do tema riscos geológicos;
• Apresentar os roteiros utilizados para o mapeamento dos principais processos do meio físico ocorrentes em áreas urbanas no Brasil;
• Transmitir noções de gerenciamento de riscos em áreas urbanas.
PÚBLICO-ALVO: Profissionais, professores e alunos do nível superior que desejem adquirir um conjunto estruturado de conhecimentos sobre mapeamentos de áreas de risco geológico e sua
gestão.
O curso é de interesse tanto aos mais jovens, que buscam complementar sua formação para atender aos requisitos do mercado de trabalho, como aos que já atuam na área, mas que ainda não possuem treinamento formal para esta demanda crescente e desafiadora.
LOCAL: IPT – Av. Prof. Almeida Prado, 532 – Cidade Universitária - Prédio dos Mestrados – No. 56 – Sala 17 (1º. Andar)
CRONOGRAMA DO CURSO21, 22, 23 de março de 2012 (quarta, quinta e sexta-feira) - das 19:00h às 22:30h
FACILITADORES: Eduardo Soares de Macedo: Geólogo (USP, 1981), Doutor em Geociências e Meio Ambiente (IGCE-Unesp, 2001), bacharel em História (USP, 1987), Especialista em Desastres Naturais (Japão, 1995). Pesquisador do IPT desde 1981, ex-diretor do Centro de
Tecnologias Ambientais e Energéticas – CETAE, atualmente no Laboratório de Riscos Ambientais. Trabalha na equipe de coordenação do Mestrado em Tecnologia Ambiental do IPT.Marcelo Fischer Gramani: Geólogo (USP, 1996), Mestre em Engenharia Civil (Poli-USP, 2001). Pesquisador do IPT desde 2002, atuando no Laboratório de Riscos Ambientais.Fabrício Araujo Mirandola: Geólogo (USP, 2003), Mestre em Tecnologia Ambiental (CET/IPT,
2008). Pesquisador do IPT desde 2004, atuando no Laboratório de Riscos
Ambientais.
Atenciosamente,

Diretoria ABGE

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Livro "Educação Ambiental: responsabilidade para conservação da sociobiodiversidade"

O livro "Educação Ambiental: responsabilidade para conservação da sociobiodiversidade", com ISBN: 978-85-7745-938-4, está no ar. A obra é uma coletânea com 830 artigos correspondentes aos trabalhos apresentados no II Congresso Nacional de Educação Ambiental & IV Encontro Nordestino de Biogeografia. O livro eletrônico é apresentado em 4 volumes, contendo 5.584 páginas. Faça o download e divulgue este importante instrumento para a Educação Ambiental.
No volume 3 (http://www.mediafire.com/?um67m8w7c7dff4i) temos os trabalhos da Área Geodiversidade e Geoconservação.
Porém vale a pena dar uma olhada nos 4 volumes da publicação, pois temos inúmeros trabalhos muito interessante.

Organizadores Giovanni Seabra e Ivo Mendonça pela publicação.

Mais detalhes acessar http://www.cnea.com.br/site/index.php



II Congresso Nacional de Educação Ambiental & IV Encontro Nordestino de Biogeografia - Livro Eletrônico



O livro "Educação Ambiental: responsabilidade para conservação da sociobiodiversidade", com ISBN: 978-85-7745-938-4, está no ar. A obra é uma coletânea com 830 artigos correspondentes aos trabalhos apresentados no II Congresso Nacional de Educação Ambiental & IV Encontro Nordestino de Biogeografia. O livro eletrônico é apresentado em 4 volumes, contendo 5.584 páginas. Faça o download e divulgue este importante instrumento para a Educação Ambiental. Veja esta e outras publicações também no site: www.gsplanejamento.com





Livro II CNEA – Volume 1

Clique no link para fazer o download em formado PDF:

http://www.mediafire.com/?9qen2bvnkjqfypb



Livro II CNEA – Volume 2

Clique no link para fazer o download em formado PDF:

http://www.mediafire.com/?46nfc741dfplg0k



Livro II CNEA – Volume 3

Clique no link para fazer o download em formado PDF:

http://www.mediafire.com/?um67m8w7c7dff4i



Livro II CNEA – Volume 4

Clique no link para fazer o download em formado PDF:

http://www.mediafire.com/?6m25k5ydp4a73qb



ATENÇÃO: para visualização dos artigos é necessário ter instalado o Acrobat Reader©

VI Simpósio Brasileiro de Educação em Solos



VI Simpósio Brasileiro de Educação em Solos que ocorrerá entre os dias 22 e 25 de maio de 2012, na Universidade Estadual do Vale do Acaraú - Sobral/CE, mas a submissão dos trabalhos tem data limite de 10/03/2012.

Site: [http://www.uvanet.br/sbes/]

XVII Simposio sobre Enseñanza de la Geología




http://www.uhu.es/fexp/segeo2012.htm